Atitude sustentável na hora de comprar maquiagem

Vivienne Westwood sobre a cultura de consumo e uma atitude sustentável

Blog

A estilista inglesa Vivienne Westwood assumiu nos últimos anos uma postura bem audaciosa para quem está no ramo da moda, ela defende o consumo consciente e uma atitude sustentável através do lema – compre menos, escolha melhor, faça durar. Eu acredito nisso e percebo que hoje há vários nichos que estão se aproximando mais dessa agenda sustentável que envolve todas as esferas de consumo. Na maquiagem, eu percebi que tudo começa no autoconhecimento e que a informação séria e realista é fundamental.

Vou contar uma pequena história: quando eu tinha uma escola de maquiagem eu sempre pedia para as alunas levarem os próprios necessaires com todos os produtos que elas tinham em casa. E elas sempre diziam que achavam que não tinham nada, ou que tinham poucas coisas, ou que as marcas não eram boas… E sempre, quando eu abria eu ficava impressionada com a quantidade de produtos que elas tinham! 

Autoconhecimento
Então nas aulas eu trabalhava primeiro com o autoconhecimento. Na realidade, a compra de qualquer cosmético precisa ser feita mediante uma, mesmo que pequena, noção sobre os pontos fortes de cada pessoa, sobre o que elas querem e precisam destacar com a maquiagem e o que gostariam de disfarçar ou suavizar. Depois trabalhamos com as cores, estudando as tonalidades que são mais favoráveis, harmônicas e naturais que podem ser usadas os objetivos de cada uma.

Pesquisa
Depois dessa primeira fase, que tem mais a ver com o reconhecimento de si e os desejos de estilo, o ideal é entender um pouco de produto, de texturas e possibilidades. Nem sempre o produto mais caro é o melhor e o mais barato é o pior, por exemplo. Um pouquinho de conhecimento de performance do produto é importante, e essa parte é a que eu chamo de pesquisa. É preciso, para esses conhecimentos que são mais técnicos, buscar publicações sérias, profissionais comprometidos com a performance independente de marcas e se possível, fazer cursos, testar makes de amigas… A pesquisa envolve estudo, ams também experiência.

Manutenção
E uma coisa importante que eu sempre ensinei às minhas alunas, e até hoje falo sobre isso quando dou palestras para o público final: uma rotina de maquiagem não termina quando o rosto está pronto e maquiado. Cuidar bem do seus produtos é fundamental. Estar atenta às validades, à limpeza dos pincéis e aplicadores, rosquear bem as embalagens e manter tudo em um local seco – evitar guardar maquiagem no banheiro, são alguns bons exemplos.

Bom uso
Importante também é compreender as possibilidades de cada produto que você já tem. Assim como é possível fazer com roupas, a maquiagem também pode ser usada de muitas formas. Aprender variações é super importante. Então, antes de pensar em sair para comprar qualquer lançamento é preciso dar aquela revisada nos armários, bolsinhas e ver o que já possui para evitar compras quase repetidas e desnecessárias. Por exemplo, a pessoa já tem um iluminador de face e está querendo um iluminador para o canto interno do olho – ela já tem um iluminador que serve para os dois. Se ela tem uma sombra à prova d' água azul e está em alta o delineador azul, essa sombra com o pincel chanfrado umedecido pode fazer as vezes de delineador. 


Eu vejo que dessa forma há alguns anos estou trabalhando na mesma sintonia desse lema da Westwood –  compre menos, escolha melhor, faça durar. E que muita gente de muitas áreas profissionais têm debatido o consumo consciente e levado isso pra vida sem neura, apenas agindo de forma mais esperta e dando mais valor ao que adquire. Isso dá para ser aplicado nas roupas, na maquiagem, nos dermocosméticos, na alimentação, em tudo. Vamos?!

 

 

#SWITCH to Green Energy. Boost renewables. Help the economy. Save the planet #IoU www.ecotricity.co.uk

A post shared by Vivienne Westwood (@viviennewestwood) on

 

 

SPOTTED!! Climate Revolution lit up in lights ready for tonight's party!! #SwitchAtFabric

A post shared by Vivienne Westwood (@viviennewestwood) on