Maquiagem, marketing e indústria da beleza em 2017

Blog

Eu fiquei pensando um pouco sobre a campanha da L'Oréal, da linha de bases True Match e resolvi escrever por aqui alguns dos pontos que acho válidos para quem gosta de maquiagem, marketing e indústria da beleza.

Primeiramente, que uma propaganda de uma multinacional falando com diferentes perfis de pessoas com diferentes tipos de pele é algo a ser observado. Geralmente as marcas consideradas "indies", que falam com nichos ou segmentos é que apostam nesse tipo de comunicação. As marcas grandes ou gigantes, até então sempre foram vistas buscando uma comunicação mais geral, com o uso de uma mulher clássica, mais neutra. E aí você vê a L'Oréal falando com esses diversos nichos, com as clássicas como a Blake Lively que estrela também a campanha, com mulheres de tons de pele diversos incluindo asiáticos e do oriente médio, com sardas, as negras loiras e…

Make para homem
Essa propaganda diz muito sobre o mercado de cosméticos e beleza atual porque temos também um homem numa campanha de maquiagem. A Make Up For ever foi a primeira a agitar esses novos rumos contratando em 2015 Andrej Pejic, modelo transgênero. As marcas norte-americanas, Tarte, Nyx, Stila e Benefit têm usado modelos homens nas redes sociais, assim como a Avon aqui no Brasil. Em revistas e em campanhas de alcance global, vimos recentemente as campanhas da Maybelline e CoverGirl, com influencers dedicados à makeup art sendo alçados a garotos propaganda em várias plataformas e nnao apenas digitais. Mas a maquiagem para homem dessa forma neutra, focando a maquiagem para o dia a dia, eu vi pela primeira vez nessa campanha da True Match. Então vemos que está crescendo uma nova forma de consumo da maquiagem por homens, sem ter que ser um produto pensado e específico para eles. E talvez as embalagens e as fragrâncias criadas também estejam sendo adaptadas para o conceito de fluidez de gênero, sem limites muito marcados. Vemos, por exemplo, que essa embalagem tem a clareza como ponto forte, com o nome da cor bem grande, as informações bem claras e só. 

Eu amei muito a indicação do tom da base usada na pessoa da campanha, que lembra essas informações de catálogo, mas com uma variedade muito maior que o usual dos possíveis tons de pele, que já ajuda o consumidor a se identificar. Penso que é fantástico para os compradores online, já que a linha de bases tem 33 tons. 

Make natural
Outra coisa é, que por mais que sejam rostos diferentes entre si, etnias diversas, temos idades em comum, algo ao redor dos 30 anos e uma maquiagem extremamente natural. Mas quero ressaltar uma característica: a sobrancelha! Todas super bem feitas, pois uma maquiagem natural e uma pele bem feita precisam de uma sobrancelha bem delineada.
Tons neutros e terrosos em sombras, pele iluminada e batons também terrosos. Pouco blush e iluminador nas maçãs. Olhos super bem esfumados, que eu chamo de uma make mais orgânica para os olhos, e muita máscara para cílios. Então, temos exatamente uma maquiagem natural para uma mulher e um homem de 30 anos. Um resumo muito bom desse perfil. 

 

 

 

Esta peça é da campanha do ano passado, que já focava na quebra de barreiras étnicas e levemente de idade:

 

Veja mais ideias sobre tendências da indústria da beleza:

• no meu insta @cacahabeyche
• no meu Pinterest /cacahabeyche
• E nos posts aqui no blog – Tendências